Apucarana

Fuga frustrada

PM evita resgate de presos em Apucarana

Homem desceu de um carro na rua que fica nos fundos do minipresídio e pulou o muro da unidade carcerária para tentar arrebatamento

Luiz Demétrio, em Tribuna do Norte

A ação rápida de policiais militares que fazem a guarda no minipresídio de Apucarana evitou um possível arrebatemento de presos às 3h03 da madrugada deste sábado (3). De acordo com a PM, o fato ocorreu assim que cinco detentos foram trazidos do fórum local, após júri popular relativo a homicídio ocorrido em 2006 na cidade.


Um homem desceu de um carro na rua que fica nos fundos do minipresídio e pulou o muro da unidade carcerária. Por uma das câmeras de monitoramento os policiais militares perceberam a ação e o soldado Ferreira saiu do prédio para conter o invasor, após solicitar a vinda de reforço.


Em seguida o invasor voltou correndo e saltou para fora do pátio do minipresídio, perto de uma guarita que há no local. O soldado Ferreira ainda chegou a efetuar três disparos de arma de fogo para o alto no intutito de contê-lo, mas ele embarcou no carro pilotado por um comparsa (possivelmente um GM Chevett) e os dois conseguiram fugir.

Após a chegada de reforço, os policiais realizaram vistoria na ala destinada a menores e localizaram quatro serras e um aparelho de telefone.

Policiais supõem que havia um plano para resgatar o detento Fabiano Ferreira da Luz, o Laquinha, de 29 anos, que foi um dos cinco réus julgado ontem em Apucarana e outros presos mpoderiam aproveitar e ganhar a liberdade forçada.

Laquinha já está condenado a mais de 50 anos de prisão e cumpre pena em unidade penitenciária de Londrina, de onde foi trazido na sexta-feira (3) apenas para ser julgado em Apucarana.

Policiais contaram que ele estava provisoriamente na ala dos menores, de onde seria resgatado, e já foi recambiado para Londrina neste sábado por questão de segurança. 

MEGA-SENA

CONCURSO 1727 · 29/07/2015

04 06 19 20 40 41